Krasiba

Nesta sexta e sábado da semana passada fui acampar com o pessoal do mestrado. Participamos de um programa em uma chácara chamada Krasiba (Beleza em russo). Fica no Estado do México, ao norte do Distrito Federal. A região é de montanha, com um visual super bonito e um clima bem agradável (pra mim pelo menos – frrrrio).

Sede da chácara

O objetivo do acampamento era integração e auto-superação. O slogan do lugar é “Quando falhar não é uma opção” e dizem que um curso lá só é completo com 4 ingredientes: lágrimas, suor, dor e sangue… de fato tivemos um pouquinho de cada uma dessas coisas.

Saímos do IPADE na sexta-feira super cedo e chegando em Krasiba tomamos o café-da-manhã (chilaquiles). Começamos com algumas atividades quebra gelo e uma dinâmica onde descobrimos os sonhos e medos de cada um.
Depois passamos por três bases: tirolesa, rapel e escalada. Particularmente tenho pavor as alturas (12.000 pés num avião é fichinha, mas 15 ou 20 metros em uma árvore não é pra mim). A sensação de superação destes medos é muito boa.

Vista do alto da tirolesa



Rock climber

Fizemos a noite uma caminhada sem lanternas e em silêncio pelo bosque e sentir-se parte da natureza foi recompensante.

O dia terminou com uma roda ao redor da fogueira, mas fui direto dormir pois estava morto, não apenas do acampamento, mas de toda a semana que foi super puxada.

No dia seguinte, acordamos já para fazer ginástica e depois do café da manhã, tivemos mais atividades. A primeira era uma pista de obstáculos militares. Na segunda, tínhamos que passar por uns túneis subterrâneos que para os claustrofóbicos foi realmente um desafio (adorei essa atividade) e terminamos com uma competição de torres feitas de cabos de vassoura, na qual meus 21 anos de nós e amarras serviram pra alguma coisa.


Terminamos o dia subindo um morro. Durante a caminhada simulamos uma queda de avião na qual alguns ficavam cegos e tinham que ser ajudados. Terminamos ganhando de presente uma vista super bonita do povoado onde estávamos.


Depois do encerramento, almoçamos e voltamos mortos para o IPADE.

Foi um fim de semana excelente. Apesar de já ter feito todas estas atividades, voltar a ser participante em um acampamento (e não estar na organização) foi delicioso. Além disso, tenho sorte de estar com um grupo fantástico; apesar de que nos conhecemos há apenas 2 meses, a turma está super integrada.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s