Gustav Klimt e o quadro mais caro do mundo

Ontem foi celebrado o 150 aniversário do artista austríaco Gustav Klimt. Conheci a obra deste artista através do meu pai, em uma viagem que fizemos a Nova Iorque há cerca de 2 anos. Tive a oportunidade de visitar com ele e minha mãe a Neue Galerie, discretamente localizada a algumas quadras do famoso Museu Guggenheim.

Image

Klimt é famoso não só por seu estilo mas principalmente por ser o autor do quadro “Retrato de Adele Bloch-Bauer I” vendido por 136 milhões de Dólares em 2006, sendo até este momento o quadro mais caro do mundo. Foi ultrapassado alguns meses depois pelo Número 5 de Pollock, vendido por 140 milhões de dólares e deixando a obra de Klimt em segundo lugar.

Image

Retrato de Adele Bloch-Bauer I

Image

Number 5

“Perdoar, sim. Esquecer, jamais!”

No dia 27 de janeiro de 1945 as tropas soviéticas libertaram o campo de concentração de Auschwitz, na Polônia. A data marca o fim de um dos episódios mais tenebrosos da história da humanidade, na qual foram cruelmente assassinados 6 milhões de judeus além de eslavos, ciganos, homossexuais, dissidentes políticos, maçons e testemunhas de Jeová.

As  Nações Unidas através de uma resolução declararam o dia 27 de janeiro como Dia Internacional de Lembrança das Vítimas do Holocausto.  A resolução rejeita qualquer questionamento de que o Holocausto realmente ocorreu, enfatiza o dever dos Estados-membros de educar futuras gerações sobre os horrores do genocídio e condena todas as manifestações de intolerância ou violência baseadas em origem étnica ou crença.

Apesar dos anos, a dor de quem perdeu familiares ainda persiste e para que jamais volva a acontecer uma barbárie como esta é importante manter as lembranças deste evento macabro de geração em geração.

Recentemente foi inaugurado o primeiro museu do Holocausto do Brasil, localizado em Curitiba. Para quem quiser conhecer, é preciso agendar a visita. www.museudoholocausto.org.br

Em várias localidades do mundo existem excelentes museus do Holocausto, abertos a todos os que querem conhecer melhor a história e fazer uma homenagem as vítimas.

O mais importante sem dúvida é o Yad Vashem, em Jerusalém. Além de museu, é um instituto que se encarrega de reunir o maior número de informação sobre as vítimas que vivem hoje em diferentes partes do mundo. www.yadvashem.org

Em Washington também existe um museu muito bem montado, com artigos originais doados por familias judias americanas e por outras instituições européias, além de artigos do Yad Vashem.

A visita termina em uma bonita sala construida com pedras levadas de Jerusalém no qual videos de sobreviventes gravados em um projeto realizado por Steven Spielberg na época em que gravou A Lista de Schindler. www.ushmm.org

No México foi inaugurado há um ano e meio o Museu da Memória e da Tolerância. Uma boa parte é dedicada ao Holocausto Judeu, mas o museu também explora outros genocídios igualmente cruéis como o da Guatemala, Cambodia, Iugoslávia, Ruanda e Dafur (Sudão). Ao final, vem a parte da Tolerância que trata desde os Direitos Humanos até questões do dia a dia como o respeito no trânsito e bullyng. www.memoriaytolerancia.org

2010 em 30 fotos

Os últimos dias do ano são momentos bacanas pra fazer um balanço de tudo o que aconteceu nos 12 meses anteriores. Como tenho minhas fotos bastante bem organizadas, resolvi ver álbum por álbum e escolhi 30 fotos de ocasiões importantes do ano em que completei 30 anos de idade.

As fotos podem não ser as melhores mas os momentos sim. Também pode ser que algo ou alguém falte aqui, pois não ando com a câmara na mão o tempo todo. Assim, sempre acontecem coisas que infelizmente não podem ser registradas.

Reveillon 2010, começa um grande ano!

Reunião do Comitê Escoteiro Interamericano em Curaçao, Caribe (fev)

Encontrando amigos durante as férias da Semana Santa em Curitiba (mar)

Encontrando amigos durante as férias da Semana Santa em Curitiba (mar)

Encontrando amigos durante as férias da Semana Santa em Curitiba (mar)

Com a família em visita express a Floripa (abr)

Viagem ao Japão com a turma do mestrado (abr)

Visita a Veracruz, cidade portuaria mais importante do México (abr)

Reunião da Comissão Nacional de Relações Internacionais, com participantes em 3 países diferentes - viva a tecnologia (abr)

Que festão! Aniversário de 30 anos (mai)

"Cumbre Scout Nacional" do México (abr)

Visita ao local do 22o Jamboree Mundial na Suécia (jun)

Atlanta, onde nasceu a Coca-Cola (jun)

No último dia de aula do 1.o ano do IPADE, os alunos do 2.o ano vão fantasiados e atrapalham todas as aulas.... tradições (jun)

Assinatura do convênio entre a WOSM e a Ciudad del Saber, local da nova sede da Região Escoteira Interamericana no Panamá (jun)

Canal do Panamá (jun)

Copa do Mundo - Quando o México ganhou da França parecia que tinham sido campeões (jun)

Último dia de aulas do mestrado. Muita emoção depois de 2 anos muito intensos (jun)

Depois de conhecer 42 países já era hora de ir a Nova York (jul)

Washington - passei a respeitar muito mais os EUA depois de conhecer sua capital (jul)

Batendo um papo com a Brasileirada na minha visita ao Jamboree Panamericano (jul)

Momento mais importante do ano - formatura do mestrado. Obrigado família por tudo! (jul)

E começa uma nova etapa na vida profissional (ago)

Conferência Interamericana - Eleito 1o Vice-presidente Regional (ago)

Maior Flor de Lis do Mundo (ago)

Bicentenário da Independência do México (set)

Aniversário da Loy (set)

Investido membro da "Red Ambiental Scout" (set)

Depois de alguns anos voltei a participar do JOTA, desta vez na estação 4C1ASM (out)

Minha primeira reunião como vice-presidente do Comitê Escoteiro Interamericano, em Dallas (nov)

National Scouting Museum, BSA

A Boys Scouts of America inaugurou em 2002 as novas instalações do seu “National Scouting Museum” em um edifício ao lado do seu escritório nacional em Irving, Texas (a 10 minutos do aeroporto internacional de Dallas/Ft. Worth). No lugar antes funcionava o CPD (lembram disso?), que hoje fica no sub-solo do escritório e um grande depósito, que foi transferido para outra localidade.

O museu guarda várias relíquias que contam a história do Escotismo nos Estados Unidos como 40 quadros originais do famoso artista Norman Rockwell. Existem também atividades interativas para lobinhos e escoteiros e claro, uma lojinha ao final.

Uma das coisas mais bacanas é um robô do Baden-Powell que conta um pouco da história do Escotismo (pela qualidade do vídeo, em especial do final, dá pra ver que fui eu quem filmou).

Para saber mais sobre o National Scouting Museum você pode visitar a página do museu (bsamuseum.org) e também ver algumas fotos no site F64.